A área da Saúde vem recebendo grandes contribuições da tecnologia para otimizar seus processos e oferecer melhor qualidade nos atendimento às pessoas. Infelizmente, para muitas instituições brasileiras de atenção à vida, como Hospitais, Clínicas Médicas e Centros de Atendimento de Saúde, essa não é uma realidade. A partir disso, neste artigo, vamos abordar as motivações para a estruturação de dados na Saúde, sua importância e seu impacto no setor, bem como a maneira pela qual conduzimos esse processo. Afinal, investir em projetos na Saúde é investir em vidas.

Estruturação de dados na Saúde – Motivações

Apesar de, muitas vezes, possuírem um grande volume de dados armazenados em seus servidores, as instituições da área da Saúde demandam de informações compiladas, acesso rápido e principalmente mecanismos que garantam a segurança e confiabilidade dessas informações.

Ainda que a organização de dados não seja uma demanda única e exclusiva da área da saúde, em instituições deste segmento, a urgência para resolver situações como estas é latente. Isso porque o resultado final da ineficiência da gestão de dados impacta diretamente em vidas humanas. 

Foi olhando para esta demanda que a Aquarela Analytics desenvolveu um modelo de solução corporativa para instituições da área da Saúde que requerem uma reformulação de sua estrutura de dados e informações. Isso se dá por meio dos projetos estruturantes. 

Por meio deste modelo, é possível elevar o nível de maturidade analítica de dados da organização. Assim, o processo de tomada de decisão torna-se mais ágil, há ganho de performance no acesso a dados e garante-se a segurança das informações. Todos esses benefícios repercutem diretamente no dia a dia da organização, dos colaboradores e por conseguinte amplia a qualidade no atendimento dos pacientes. 

O que é um Projeto Estruturante?

Como o nome sugere, um projeto estruturante visa organizar, dar forma, estrutura para o modelo de funcionamento de acesso, disponibilização e compartilhamento de dados na instituição. O projeto passa por etapas bem definidas e orientadas por profissionais com experiência em Data Analytics e vivência na área da Saúde.

Tais projetos auxiliam a organização no planejamento estratégico de dados com vistas a uma elevada entrega de valor. Durante todas as etapas do projeto, os envolvidos participam ativamente da transformação. Isso garante a sustentabilidade do projeto e sua efetiva continuidade para o médio e longo prazo.

O que é Data Analytics?

A DCIM (Data Culture Introduction/Intensive Methodology) é a metodologia da Aquarela focada em avaliar e propor mudanças estratégicas para as empresas desenvolverem uma cultura Data Driven, ou seja, orientada a dados.

E o que quer dizer orientada a dados? Trata-se de um modelo de gestão no qual toda a organização, em seus diferentes níveis hierárquicos, toma decisões baseadas, primariamente, olhando para dados, indicadores e informações. Convencionalmente, estas informações são oferecidas por meio de sistemas computacionais de apoio à decisão.

Portanto, Data Analytics é a área de estudos relacionada à análise de dados da organização a fim de auxiliar no processo decisório. Os dados armazenados nos servidores podem se transformar em informação, em conhecimento e em inteligência.

A metodologia DCIM estratifica em cinco níveis a maturidade analítica de uma organização: empírico, adhoc, definido, otimizado e exponencial. A classificação para estes níveis ocorre em um processo de diagnóstico, entrevistas e análises específicas. Ainda assim, por meio da figura abaixo, é possível ter uma noção de como classificar uma organização conforme a DCIM.

Maturidade analítica – Fonte: Metodologia DCIM

O objetivo de projetos estruturantes é elevar esse nível de maturidade analítica, oferecendo soluções para que as organizações possam alcançar o nível Exponencial. Neste nível, aplicam-se algoritmos de Inteligência Artificial para oferecer não somente apoio à tomada de decisão, mas sim automações que garantam um elevado nível de performance para a organização como um todo.

Como a Aquarela Analytics conduz Projetos Estruturantes?

Já no início do processo, o nível de maturidade organizacional para Data Analytics é mensurado. Para isso, fazemos uso da nossa metodologia DCIM (Data Culture Introduction/Intensive Methodology). Utilizando os três pilares da metodologia, conseguimos chegar a uma classificação do nível de maturidade atual da organização, dentro dos cinco níveis propostos pela DCIM.

Após a etapa de diagnóstico, um intensivo processo de construção acontece a quatro mãos. Trata-se do projeto de reestruturação para Data Analytics. Este projeto consiste em proposições de melhorias para a organização, observando os pilares: pessoas, tecnologia e processos. 

Durante a criação desta proposta, o cliente é envolvido diversas vezes para auxiliar na construção, para dar suas sugestões e para a aprovações das etapas. Portanto, trata-se de um modelo de trabalho em conjunto, participativo, sempre observando detalhadamente a realidade daquela organização.

Ao final da apresentação e posterior aprovação da proposta, o time Aquarela atua juntamente com os times designados da organização nas transformações e melhorias sugeridas. As atividades ocorrem primando pela autonomia e ampla participação dos times envolvidos, possibilitando assim que as melhorias sugeridas possam não somente surtir efeito em curto prazo, mas possam ser mantidas por essas equipes em médio e longo prazo.

Uma vez ultrapassadas as etapas de transformação organizacional, um novo diagnóstico de nível de maturidade ocorre. Esse método garante mensurar a efetividade das ações tomadas, assim como oferecer indicadores para ações futuras. 

Estruturação de dados na Saúde – Impactos do Projeto Estruturante

Os projetos estruturantes estão, primariamente, alinhados com a estratégia organizacional, portanto a geração de impacto poderá estar relacionada à automação de processos internos, à melhoria do atendimento a pacientes, à disponibilização de informações compiladas para médicos e profissionais da saúde a fim de facilitar a tomada de decisão, dentre outros. Portanto, o impacto macro será definido em conjunto com a gestão estratégica da instituição.

Já os impactos de níveis estruturais, ou micro, estarão pautados nos três pilares: pessoas, processos e tecnologia. Para cada um desses pilares, um conjunto de ações de melhorias será construído no projeto, aprovado e executado em parceria.

De forma prática, podemos citar alguns exemplos: capacitação de profissionais técnicos; adoção e implementação de novas tecnologias para controle de dados, acesso à informação e segurança; reorganização de base de dados e estruturas de ETL (Extração Transformação e Carga) de dados; adoção e implantação de Data Lakes (Lagos de Dados) que visam garantir a alta disponibilidade de recursos; configuração de serviços de Nuvem (Cloud Computing) visando à otimização de processos e à redução de custos, dentre outros.

Vale lembrar que os Projetos Estruturantes possuem um viés totalmente personalizado e adaptado à realidade do cliente. Apesar de possuirmos metodologia e ferramentas próprias orientadas para casos específicos como estes, a Aquarela se preocupa em oferecer soluções que estejam alinhadas com a estratégia da organização que efetivamente geram valor para todos os envolvidos.

O impacto da estruturação de dados na Saúde – Considerações finais

Quando se fala de atenção à vida humana, todo segundo é crucial. A área da saúde é responsável por manter um grande conjunto de dados armazenados e que muitas vezes não possui a correta utilização ou disponibilização dessas informações em tempo hábil. Assim, essas e outras barreiras acabam impossibilitando os profissionais da saúde a tomarem decisões baseadas em dados, potencializando significativamente os riscos para o paciente final.

Para minimizar esses impactos, mitigar possíveis falhas e ampliar a velocidade de acesso à dados, a Aquarela Analytics desenvolveu os projetos de estruturação de dados na Saúde. Tais projetos visam realizar um diagnóstico detalhado da situação atual da organização, medindo seu nível de maturidade analítica para a proposição de soluções personalizadas e alinhadas com o objetivo estratégico da instituição.

Utilizando a metodologia DCIM, uma equipe de profissionais experientes em tal segmento e tecnologias trabalha, a quatro mãos, com a organização. Pilares, como pessoas, processos e tecnologias são analisados, estudados e planejados em conjunto. 

O resultado de um projeto de estruturação de dados na Saúde pode ser medido no curto prazo. Ele é imediato, pois reverbera positivamente na utilização de dados e informações mais precisas, de maneira rápida e segura. Um projeto de estruturante de dados não impacta apenas na redução de custos e automação de processos internos, mas também garante a excelência no atendimento para um bem maior: vidas humanas.

Conheça os Projetos Estruturantes da Aquarela Analytics.

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodolgia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Scania e Grupo Randon (automotivo), SolarBR Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros. Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autor

Share via