Estamos aqui pensando muito em como falar sobre as mulheres líderes na área de tecnologia sem ser clichê, sem falar o que já foi dito. Mas também o que veio à mesa é que, mesmo já sendo dito tantas vezes, por que ainda não é suficiente? Acreditamos que, na grande maioria das empresas, principalmente de tecnologia, a preocupação de diversidade no time e nas lideranças é algo recorrente. 

A melhor maneira que encontramos foi de inspirar meninas e mulheres por aí sobre a gama de possibilidades que existem no mundo tech, e que mulheres terem dificuldade em exatas é mito!

Convidamos nossas mulheres líderes para falarmos sobre projetos de sucesso e de aprendizados, sim, porque falamos muito dos acertos, mas também é legal falarmos das vezes que as coisas não saíram como desejado e isso é super normal. Saber que haverá frustrações nos prepara para elas e nos torna resilientes para não desistir.

Nossas líderes

Janaína Pereira

Quem é de humanas tem espaço na tecnologia, tanto para migrar de profissão, quanto para utilizar conhecimentos para melhorar as análises de dados do setor. Para Janaína, as mudanças são algo que naturalmente assustam qualquer pessoa, entretanto, quando se refere ao mercado de trabalho, ela vê desafios e possibilidades. Estar em contato há tão pouco tempo com o mundo tecnológico é algo novo, instigante e desafiador para ela, ainda mais por não estar familiarizada com números e fórmulas. Porém, é neste universo, o qual admira, que ela vê o seu futuro e crescimento. 

“É gratificante fazer parte disso como indivíduo, e principalmente como mulher. Sinto orgulho de estar inserida no mundo tech e com perspectiva de aprendizados e conquistas.” 

Janaina Escorteganha- Líder de Departamento Pessoal na Aquarela Analytics.

A nossa líder de Departamento Pessoal ainda acrescentou que, embora as áreas de People e DP não trabalhem diretamente com códigos, isso não quer dizer que não é possível aprender sobre eles. Para ela, é preciso de novos conhecimentos para ter um desempenho melhor a cada dia. 

Ana Bagatini

Para Ana Claudia, a função do Marketing consiste em auxiliar a empresa a compreender o mercado e a satisfazer as necessidades e desejos do seu público, criando e comunicando valor a ele. Para ela, é preciso conhecer a fundo a organização, o setor em que a empresa atua, suas vantagens competitivas, o público-alvo, a concorrência, e, principalmente, seus produtos/serviços. 

É nesse contexto que estar à frente do Marketing de uma empresa do setor tecnológico tornou-se um desafio e, ao mesmo tempo, uma grande oportunidade para Ana, pois se trata de um novo mundo a ser explorado: de códigos, lógica e de termos desconhecidos para alguém com formação em comunicação. Nossa líder do Marketing ainda ressaltou que isso a motiva diariamente, fazendo com que ela saia da zona de conforto em busca de novos aprendizados, que vão contribuir para o seu crescimento pessoal e profissional.

“Espero que o meu depoimento sirva como inspiração para meninas e mulheres que desejam ingressar no mercado de trabalho, principalmente na área de tecnologia. Deixo a minha homenagem e gratidão a todas as mulheres que fizeram história e que abriram caminhos para que hoje mulheres como eu estejam no mercado de trabalho e ocupando cargos de liderança. Às mulheres que desejam fazer parte do mundo Tech, preparem-se para desafios, mas também para grandes conquistas. Sejam bem-vindas!”

Ana Claudia Bagatini – Líder de Marketing na Aquarela Analytics

Caroline Zago 

Sabemos que a presença de mulheres no mercado de trabalho é desigual diante da presença masculina em todas as áreas, mas principalmente na área de tecnologia. Para Caroline Zago, nossa líder de DevOps, essa realidade não é diferente quando se trata de mulheres na programação. Para Carol, apesar das dificuldades e diferenças, a presença feminina nessa área vem crescendo. Ela reforçou a importância do incentivo para que as mulheres aprendam programação, como: grupos de estudos, grupos de apoio nas redes sociais, acelerações, bootcamps e até mesmo programas de contratações voltados para mulheres. 

“É desafiador e gratificante estar nesse meio. Sempre é bom poder buscar inspirações por meio de histórias e relatos de outras mulheres que conseguiram chegar longe e mostraram que o caminho é viável mesmo com momentos ruins. A realidade do mercado de trabalho pode sim continuar melhorando!”

Caroline Zago – Cientista de Dados e Líder DevOps na Aquarela Analytics

Daniela Zanesco

A nossa líder de People teve a sua primeira experiência na área de tecnologia na Aquarela. Ela contou que, a primeira vez em que eu abriu uma vaga de Cientista de Dados, sentiu como se aquelas linguagens e ferramentas fossem um bicho de sete cabeças. Tudo parecia muito complexo. Entretanto, ela se surpreendeu com a receptividade do seu time e da comunidade da qual começou a fazer parte.

“Sei que sou sortuda por isso, imagino que nem todas não tiveram a mesma sorte que eu. Sempre encontrei pessoas dispostas a me ensinar e compreensivas quando eu não sabia algo. Quando aprendi Python e R com as comunidades da Pyladies e Rladies, eu encontrei muito amor e paciência, desde instalar um programa até as linhas de código. E é isso que acho mais bonito no mundo da tecnologia.”

Daniela Zanesco – Líder de People Manager na Aquarela Analytics.

Dani também destacou que, mesmo ainda recebendo 100 currículos de homens para cada um de mulher, há muitas pessoas falando sobre isso, ensinando mulheres, dando espaço para elas.

“Quando entrevista uma desenvolvedora ou cientista de dados, eu ganho meu dia.”

Citações que dá gosto de ler

Se tem uma autora que esse time ama e idolatra é a autora nigeriana, Chimamanda Ngozi Adichie. Sério! Leiam os livros dela. Tem um, em especial: Sejamos Todos Feministas. Se você não conhece ainda, tem esse TEDx maravilhoso dela.

Ainda sobre livros, “O Clube da Luta Feminista – um manual de sobrevivência para um ambiente de trabalho machista, da Jessica Bennett, elenca vários conselhos para ajudar no empoderamento da colega. Separamos dois que, ainda mais em momento de home office e videochamadas, fazem toda a diferença: “Em se tratando de trabalho, os homens falam mais que as mulheres, e muitas vezes nem têm noção disso. Então, deixe elas falarem!” e “Incentive as mulheres a participarem de reuniões, quando tem outras mulheres, elas se sentem mais confortáveis em falarem”.

Promover a diversidade dá dinheiro! Este artigo lindo de se ler mostra que empresas que têm maior diversidade de gênero têm mais lucro.

Mulher, o nosso abraço

Finalizamos essa matéria inspiradora parabenizando todas as mulheres que nos inspiram e nos deram apoio ao longo de toda a nossa vida. Parabéns às nossas mães e avós, que sentiram na pele o peso da sobrecarga doméstica; às mães solos; às mulheres com dupla jornada, àquelas que fazem avanços na ciência e tecnologia, enfim, a todas que, de alguma forma, nos ensinam e inspiram. Um abraço bem apertado em cada uma de vocês e estamos juntas, unidas! Vamos continuar a deixar o mundo melhor.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe e deixe seu comentário.

Leia também: Mulheres na tecnologia: desafios e oportunidades

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), Solar Br Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autoras:

Share via
Send this to a friend