A utilização da Inteligência Artificial na Indústria

A utilização da Inteligência Artificial na Indústria

É recente o uso de Inteligência Artificial na indústria brasileira, configurando casos isolados considerados outliers. Nesses casos, a utilização de IA já vem gerando resultados otimizados, como a maximização da eficiência nos processos e a redução de custos, além de contribuir para o aperfeiçoamento da vantagem competitiva. 

O que faz algumas empresas se destacarem em relação à normalidade (curva normal) do nível de maturidade das empresas brasileiras é sem dúvida a coerência de seus programas estratégicos de governança de dados e conexão de processos de negócio industriais com as novas e diversas técnicas de inteligência artificial

Neste artigo, vamos compartilhar alguns exemplos do uso da Inteligência Artificial na indústria. 

Gestão e manutenção de ativos

De um modo geral, as indústrias detém grande quantidade de ativos físicos de alto valor agregado. Esses ativos, que demandam um controle apurado de suas condições de uso (monitoramento), podem se beneficiar de estratégias de IA para que suas manutenções sejam mais bem planejadas.

“Todos os ativos precisam de manutenção. A grande questão da otimização é reconhecer o melhor momento para ela”.

Joni Hoppen

A inteligência analítica preditiva e prescritiva, mais dispositivos de IOT, estão atuando para descobrir o melhor plano de ação das manutenções, que, dependendo do cenário (operação, ativos e usuários), podem representar milhões de reais em economia direta. 

Quer saber mais sobre o tema? Acesse o artigo: Manutenção planejada na indústria.

Gestão de preços mais dinâmicos

Com a movimentação dos estoques e das linhas de produção cada vez mais mapeadas digitalmente, torna-se mais tangível materializar estratégias de precificação dinâmica e inteligente dos produtos e até de serviços. Além disso, como efeito direto dessa digitalização, é possível criar e aproximar processos de previsão de demanda baseados em Inteligência Artificial com a operação com ganhos consideráveis de economia pela estratégia de demanda ajustada. 

Recursos humanos otimizados

Assim como as máquinas, as pessoas desempenham um papel fundamental na produção industrial, seja na confecção do produto final ou na construção dos equipamentos. 

Por esse motivo, há a tendência crescente de soluções de IA voltada para a evolução das pessoas. Estes sistemas, chamados de People Analytics ou People 4.0, são soluções customizadas para acompanhar a evolução dos profissionais. Cabe à Inteligência Artificial identificar padrões de comportamento e perfis a fim de recomendar cursos e atividades que auxiliem nas progressões de carreira. 

Em breve, compartilharemos um de nossos cases sobre o assunto.

Desenvolvimento de novos produtos 

Sem dúvidas, a maior parte de todos os produtos industriais que conhecemos e usufruímos hoje são resultado direto das milhares de interações entre profissionais, universidades, empresas, professores e alunos. Mas o que muda no novo paradigma industrial baseado em IA?

Que os novos produtos podem ser concebidos com todos os insumos citados acima e ainda milhões de opções criadas por simuladores 100% digitais. Como resultado, a Inteligência Artificial começa a permitir que a concepção de novas peças seja mais aderente e rápida ao atendimento dos requisitos do mercado. Assim, ela pode, inclusive, gerar peças de melhor qualidade com melhor custo de produção. 

Atualmente, trabalhamos com esta frente que consideramos uma das mais estratégicas da indústria avançada. 

Considerações finais – Inteligência Artificial na Indústria

Neste artigo buscamos apresentar quatro áreas/abordagens do uso estratégico de Analytics com foco na indústria. 

A indústria, em especial, a brasileira, passa por um profundo momento de transformação digital. Ela precisa de aprimoramentos em seu stack tecnológico analítico para então colher os frutos gerados pela inteligência artificial. 

A lista de oportunidades em IA não é exaustiva, mas aponta para alguns caminhos que certamente mudam a forma de se trabalhar na indústria, apresentando resultados cada vez mais expressivos. 

Sobre o futuro, a Inteligência Artificial na indústria ainda reserva algumas novidades. Entretanto, temos a certeza de que os produtos industriais serão mais otimizados e integrados em uma cadeia de valor cada vez mais digital e global. 

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), Solar Br Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autor

A importância da manutenção planejada com Analytics

A importância da manutenção planejada com Analytics

A manutenção planejada com analytics é essencial para estender a vida útil de ativos, maximizar seu ROI, evitar falhas e reparos dispendiosos.

De acordo com a Harvard Business Review este é um dos terrenos mais férteis para o uso de analytics e big data. Da mesma forma que os projetos de precificação dinâmica e predição de demanda.

Neste artigo apresentamos: um dos cenários no qual trabalhamos, os principais benefícios do uso de analytics e recomendações para gestores alinhados aos bases da indústria 4.0.

Manutenção planejada na área de Ar Condicionado

Antes de tudo, tomamos como exemplo a área de HVAC (sigla em inglês para “heating, ventilating and air conditioning“) que em português se refere a “aquecimento, ventilação e ar condicionado”.

As manutenções de HVAC, por sua vez, exigem cuidados recorrentes já que são equipamentos de uso intensivo e com impactos diretos na operação e nos custos. 

No Brasil, uma das principais referências neste mercado é o Grupo São Carlos que, em parceria com a Aquarela, desenvolveu os modelos de inteligência artificial embutidos nos planos de manutenção 4.0.

Os serviços de manutenção incluem, mas não se limitam a:

  • limpeza do condensador refrigerado do ar;
  • limpeza do filtro de água;
  • substituição da correia, do gás e do filtro de ar;
  • reparo de componentes eletrônicos e;
  • outros.

A complexidade dos cenários de manutenção planejada

Para dar uma ideia da complexidade da gestão dos ativos HVAC, vale citar a grande variação do número de equipamentos em operação e a variação de modelos. 

Isso significa que:

estamos falando de um cenário de alta complexidade (alto potencial de exponencialização) devido a combinação da quantidade, variedade e tempo de uso dos equipamentos. Que, por sua vez, estão expostos à fatores climáticos que atuam de forma distinta em diferentes regiões.

Além disso, é preciso lembrar que para cada equipamento existe também um conjunto de peças de reposição que exigem combinações específicas para funcionar. 

Em muitos casos, situações de emergência decorrentes de uma abordagem puramente reativa dos equipamentos resultam em paralisações temporárias, fazendo com que a produtividade diminua ou mesmo pare completamente.

É recomendado que o trabalho de reparo deva ser realizados por técnicos profissionais qualificados tanto na parte técnica de refrigeração como na parte analítica para a parametrização e treinamento dos modelos preditivos. Já que, muitas das regras da manutenção dos equipamentos estão baseadas na experiência profissional dos operadores.

Desenho dos modelos de manutenção com IA

É durante o processo inspeção que surgirem as primeiras evidências de falhas futuras de componentes, permitindo que o sistema receba manutenção antes que a falha ocorra.

Com a captura do estado das máquinas usando dispositivos de IOT, essa informação pode ser automatizada e se tornar um ativo para a companhia antes mesmo da visita dos técnicos.

São os dados dos sensores que formam a base para a criação dos modelos de análises descritivas, preditivas, prescritivas e de cenarização (mais detalhes destes tipos de análises neste artigo). 

Em parceria com o grupo São Carlos, usamos a experiência de 60 anos e dados de equipamentos para treinar um sistema de IA que monitora, prevê e evita falhas antecipadamente, elevando a maturidade gestão de ativos e reduzindo custos de forma alinhada à Indústria 4.0.

Na imagem abaixo, elaboramos um breve descritivo de uma arquitetura avançada para a obtenção de informações que levam a atividades proativas e planejadas de manutenção.

modelo hvac
Modelo analítico HVAC com inteligência artificial embutida.
Fonte (Aquarela Analytics)

Estimamos que mais de 40% das chamadas de emergência poderiam ter sido evitadas com manutenção adequada. Neste sentido, é perceptível impacto financeiro na operação entre uma manutenção reativa e planejada.

Os benefícios gerais da manutenção planejada incluem

Com a utilização de uma estratégia dados adequada tanto do ponto de vista metodológico como tecnológico, vários benefícios podem ser alcançados:

Abaixo levantamos alguns dos mais importantes:

  • Melhor eficiência operacional.
  • Vida operacional estendida do equipamento.
  • Custos de reposição de capital diferidos.
  • Uso reduzido de energia / economia de energia.
  • Identificação precoce de problemas potenciais (identificação de outliers).
  • Menos reparos de serviços de emergência (são mais custosos).
  • Tempo de inatividade do sistema menos frequente.
  • Diminuição das interrupções nas operações de construção.
  • Maior conforto / redução das reclamações dos ocupantes.
  • Segurança aprimorada / riscos mitigados.
  • Maximizar a confiabilidade, o desempenho e a eficiência dos equipamento.

Conclusões e recomendações

Neste artigo, abordamos um contexto bastante comum de manutenção e seus benefícios.

Dado a criticidade associada aos equipamentos físicos na operação, complexidade dos cenários e custos envolvidos, recomendamos atenção de gestores para o tema da manutenção planejada.

Projetos de analytics podem impactar positivamente na redução de custos e no aumento da maturidade analítica da organização.

As empresas que implementaram programas de manutenção planejada descobrem que seus custos totais podem ser até 50% mais baixos do que os custos das organizações que continuam a manter o equipamento em uma gestão menos data-driven.

Enxergamos também oportunidades de negócio ao integrar os algoritmos preditivos e prescritivos em soluções tais como:

para operações com abrangências estaduais, nacionais ou até internacionais. Porém, isso ficará para outras publicações.

Nosso objetivo final é orientar gestores a obter o maior ROI possível com seu investimento substancial, utilizando as melhores práticas de manutenção planejada. Igualmente, sugerimos este outro artigo sobre a contratação de empresas de analytics.

Por meio de nossa plataforma Vortx, criamos e entregamos valor de negócios para grandes clientes na indústria e de serviços. Em parceria com o grupo São Carlos aplicamos estratégias de Data Analytics e algoritmos de Inteligência Artificial capazes de gerar recomendações acerca dos momentos ótimos para reparo.

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), Solar Br Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autores