Aftermarket automotivo: IA na indústria de autopeças

Aftermarket automotivo: IA na indústria de autopeças

Você conhece o segmento de mercado de “aftermarket automotivo”? Esse termo se refere ao segmento de mercado de reposição de peças automotivas, o qual dá suporte para a continuidade das operações de aproximadamente 42.6 milhões de veículos (motos, carros, caminhões e até máquinas agrícolas) no Brasil. O faturamento desse segmento industrial oscila entre 75 e 85 bilhões de reais por ano (dados da Issuu).

O processo de aftermarket automotivo envolve uma grande quantidade de dados sobre um grande número de peças (SKUs) produzidas e comercializadas ao longo de décadas. Assim, isso, muitas vezes, dificulta a identificação do market share e de novas oportunidades de negócio. Mas como superar esses desafios? 

Market share no aftermarket automotivo

Para responder a esse questionamento, preparamos um material apresentando nosso case de sucesso no setor automotivo no segmento de aftermarket, em que mostramos como estratégias avançadas de analytics e inteligência artificial podem resultar em grandes benefícios à operação comercial. 

O estudo de caso aborda o problema de negócio do nosso cliente, imerso em diversos desafios, como por exemplo, a dificuldade de entender o comportamento das vendas de alguns grupos de peças; a jornada, marcada pelo desenvolvimento de um sistema capaz de apresentar a evolução do market share da organização; e os resultados gerados para o nosso cliente. 

Nosso objetivo é auxiliar gestores de marketing, gestores comerciais e administradores que atuam em operações de grande escala. 

Conclusão – Aftermarkt automotivo

Como vimos, identificar o market share e novas oportunidades de negócios no setor de autopeças é um desafio, mas que pode ser superado por meio de ferramentas como IA e Advanced Analytics. Entretanto, seu processo de implementação é complexo, demandando de fornecedores de inteligência artificial e data analytics qualificados e reconhecidos no mercado. Leia também – Como escolher o melhor fornecedor de Data Analytics e Inteligência Artificial

Ficou com alguma dúvida sobre o nosso case de sucesso do setor de reposição automobilística? Então, deixe o seu comentário.

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), SolarBR Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autores

Precificação dinâmica na educação privada – Case de sucesso

Precificação dinâmica na educação privada – Case de sucesso

A definição de preços é uma atividade estratégica aos negócios, que exige uma contínua análise e o compartilhamento de informações entre departamentos para que seja assertiva e vantajosa financeiramente. No decorrer dos anos, ela vem sendo otimizada por meio da tecnologia, por processos inteligentes e cada vez mais dinâmicos. 

A estratégia de precificação dinâmica inteligente é utilizada para gerar preços a partir da análise de informações captadas no mercado (concorrência) e até em valores probabilísticos gerados pelo uso de IA. Essa abordagem inovadora ganhou destaque entre as organizações de diversos setores, passando a ser adotada pelas principais empresas do mundo digital (dados da Forbes) ou em processo de transformação digital  ao oferecer agilidade na adaptação ao mercado, competitividade, além da maximização dos lucros. 

Precificação avançada na educação privada

Hoje vamos abordar em nosso blog a precificação dinâmica na educação privada, já que é uma das decisões mais importantes e desafiadoras no setor. 

Como valorizar a marca e, ao mesmo tempo, considerar as possibilidades de investimento dos seus alunos? Como precificar corretamente em um mercado onde é frequente a oferta de bolsas de estudo? E ainda, como definir a mensalidade/bolsa de estudo ideal para cada aluno e garantir a uniformidade da aplicação das políticas de precificação corporativas?

Para responder a esses questionamentos, preparamos um material apresentando o nosso case de sucesso relacionado à precificação avançada no segmento de educação privada.

O estudo de caso aborda o problema de negócio do nosso cliente, imerso em um complexo sistema de precificação não automatizado, com extensas regras para definir a mensalidade/bolsa de estudo ideal para cada aluno; a jornada, marcada pela estruturação do processo de precificação; e os resultados gerados para a instituição de ensino (o que o cliente ganhou).

Conclusão – Precificação dinâmica na educação privada

Como vimos, a estratégia da precificação dinâmica vem ganhando destaque no setor educacional. Porém, seu processo de implementação é complexo, demandando de fornecedores de inteligência artificial e data analytics qualificados e reconhecidos no mercado. Leia também – Como escolher o melhor fornecedor de Data Analytics e Inteligência Artificial

Ficou com alguma dúvida sobre o nosso case de sucesso de precificação dinâmica na educação privada? Então, deixe o seu comentário.

Saiba mais sobre o Smart Pricing, módulo do Aquarela Tactics, e fale com nossos especialistas.

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), SolarBR Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autores

Recomendações: 5 filmes sobre mulheres cientistas

Recomendações: 5 filmes sobre mulheres cientistas

Apesar de os setores da ciência e da tecnologia serem constituídos em sua maioria por homens (segundo dados da UNESCO, estima-se que as mulheres cientistas do mundo representam apenas 30%), muitas mulheres foram fundamentais para o avanço dessas áreas e fizeram história.

Há diversos filmes e documentários que retratam a trajetória dessas mulheres fortes lutando contra o preconceito para conquistar o reconhecimento em sua área de atuação. A partir disso, selecionamos 5 filmes (histórias reais e também de ficção) que mostram a força e a persistência das mulheres cientistas. Confira.

Não-ficção

1 – Radioactive

O filme foi lançado em 2019 e conta sobre a vida, ascensão e as descobertas da cientista polonesa Marie Curie. Nele acompanhamos Marie, vivida pela atriz Rosamund Pike, desde o momento em que conhece seu futuro marido, Pierre Curie, até a hora de sua morte. Ao decorrer da trama, passamos por várias de suas descobertas e ótimos paralelos mostrando seus efeitos nos dias de hoje, sua luta por espaço e reconhecimento dentro do ambiente científico na virada do século XX, sua vida pessoal e o relacionamento com suas filhas.

É interessante que além da visão da Marie cientista, o longa aborda também seu lado humano, feminino, seus dilemas, revoltas e relações pessoais.

Disponível em: Netflix.

2 – Estrelas além do tempo

Apesar de ter sido apagado durante vários anos, a importância do papel da mulher para o desenvolvimento tecnológico é notória como, por exemplo, no filme biográfico aqui listado.

Um grupo de matemáticas, mulheres e negras é obrigado a trabalhar separadamente do resto da equipe da NASA por causa da cisão racial ocorrida durante a Guerra Fria nos Estados Unidos, refletindo na tela os efeitos do preconceito vivido durante o ano de 1961.

As matemáticas Katherine Johnson, Dorothy Vaughn e Mary Jackson são interpretadas respectivamente pelas atrizes: Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monáe.

Disponível em: Telecine

3 – Mercury 13 – O Espaço Delas

Em 1959, para lançar o primeiro homem ao espaço, a NASA criou o programa “Mercúrio”. Para isso, selecionou um grupo de homens para passar por testes físicos e psicológicos. Depois da seleção, surgiu um questionamento: como as mulheres se sairiam se passassem pelos mesmos testes?

Assim, a NASA criou um programa secreto, selecionando treze mulheres para também fazerem parte da corrida espacial. Contudo, apesar dos ótimos resultados nas avaliações e do inquestionável merecimento, as 13 mulheres não foram selecionadas para irem ao espaço exclusivamente por serem mulheres.

O documentário Mercury 13 mostra a luta dessas mulheres contra o preconceito e a constante busca pelo reconhecimento.

Confira também o post: Mulheres na tecnologia

Disponível em: Netflix.

Ficção

 4 – A Chegada

Baseado no conto A história da Sua Vida, de Ted Chiang, o filme A Chegada imagina como o mundo reagiria diante do primeiro contato com os alienígenas e como seria a comunicação com eles.

A personagem principal da narrativa é a Drª Louise Banks,  uma linguista que tem como missão traduzir os sinais e desvendar se os alienígenas representam uma ameaça para a humanidade.  

A atriz Amy Adams realiza um trabalho brilhante e emociona o público ao retratar a sensibilidade de sua personagem diante das dificuldades, ressaltando assim a sua força como mulher, mãe e linguista, além da importância do seu papel em um ambiente tomado por homens, em sua maioria especialistas na área de exatas.

Disponível em: Netflix, Paramount+ e Globo Play.

5 – Interestelar

O filme conta a história de um grupo de astronautas que tem a missão de verificar possíveis planetas para se tornarem o novo lar da humanidade. 

Apesar de o personagem principal de Interestelar ser um homem (o astronauta Cooper), há duas mulheres de destaque no filme: Amelia Brand (Anne Hathaway), filha de um antigo professor de Cooper, e Murphy (Mackenzie Foy e Jessica Chastain), filha de Cooper. 

Elas são fortes, ativas na trama, buscando soluções para os problemas que surgem. Assim, contrariam a maioria dos filmes de ficção científica, em que a mulher aparece apenas como parte decorativa ou objeto de desejo masculino. Por exemplo, Murphy é quem refaz a equação do Doutor Brand, que antes não funcionava, resolvendo o problema que representava um risco para a sobrevivência da humanidade.

Disponível em: Globoplay

Mulheres cientistas – Considerações finais

Como bem sabemos, os desafios e a luta das mulheres pelo reconhecimento profissional e pela igualdade de direitos, principalmente em áreas predominantemente masculinas, como na ciência e tecnologia, vêm de longa data. Abordar a força da mulher e a sua luta nos filmes é de extrema importância, pois contribui para reforçar o movimento feminista e para a evolução da sociedade.

Leia também: Mulheres líderes que impactam o mundo Tech.

E aí, gostou das dicas? Esperamos ter ajudado a inspirar as novas estudantes que se interessam por ciência e tecnologia e que estão pensando em ingressar nessas áreas.

Conhece outros filmes sobre o mesmo tema? Então, compartilhe conosco nos comentários. 

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), SolarBR Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autoras

Os 5 posts da Aquarela mais lidos em 2020

Os 5 posts da Aquarela mais lidos em 2020

O ano de 2020 foi desafiador. Passamos por adaptações, adotamos o modelo de trabalho de home office e trabalhamos na aceleração da transformação digital da nossa base de clientes. 

Com a necessidade de isolamento social, o Digital se tornou prioridade. Por isso, em 2020, intensificamos nossa produção de conteúdo de qualidade, alcançamos novos leitores, aumentando o número de acessos em nosso blog colorido.

Sempre de olho nos dados, e assim como fez a Harvard Business Review – reunimos os  artigos da Aquarela mais lidos em 2020. Vamos relembrar neste post. Confira.

1 – O que são outliers e como tratá-los em uma análise de dados

O queridinho de 2020 foi o artigo em que abordamos o conceito de outliers (pontos fora da curva) e a importância desse entendimento para uma análise de dados e para a definição de estratégias de planos de ações.

“Um dado outlier pode ser o que mais atrapalha sua análise, mas também pode ser exatamente aquilo que você está procurando.”

No texto, elencamos algumas situações comuns em que os outliers surgem, apontando como identificar os dados discrepantes e como tratá-los. Além disso, apresentamos cases que exemplificam a visualização de outliers com gráficos.

Se você ainda não leu o artigo, clique e confira: O que são outliers e como tratá-los em uma análise de dados. Vale a pena a leitura. 

2 – O que é amostragem?

Quem ocupou a segunda posição no ranking dos posts da Aquarela mais lidos em 2020 foi o artigo O que é amostragem.

“A amostragem ronda o nosso cotidiano, mesmo sem percebermos. Fazemos generalizações, criamos hipóteses e mensuramos diversas coisas em nossas vidas: desde interpretar se o clima do dia está mais quente/frio que o normal, até imaginar se um certo candidato está assumindo a ponta na opinião da população.”

Nesse artigo, explicamos o conceito de população estatística e sua importância no contexto de amostragem. Também, abordamos conceitos importantes, como: margem de erro, aleatoriedade, população e grau de confiança; e ensinamos o leitor a calcular o tamanho de uma amostra.

Não foi por acaso que este artigo sobre amostragem se tornou um dos mais lidos em 2020. É inegável a importância das técnicas de amostragem no mundo da ciência de dados. Elas passaram a ser utilizadas para resolver problemas complexos dentro das organizações. Por isso, se você ainda não leu esse texto, indicamos a leitura.

3 – Web 3.0 

O que é Web 3.0 e qual a sua importância para os negócios? Para responder essas questões, escrevemos o artigo Web 3.0, que ficou em terceiro lugar no ranking dos 5 posts da Aquarela mais lidos em 2020. Nessa publicação, contamos a história da web, sua evolução, e apresentamos exemplos de aplicações da Web 3.0. 

“A Web 3.0 começa a trazer conhecimento capaz de promover mudanças em larga escala para as pessoas, organizações, promovendo a democratização da capacidade de ação e conhecimento.”

Recomendamos o entendimento das estruturas da web 3.0 para a construção de sistemas de inteligência artificial com o mínimo de viés possível e com mais impacto em negócios ao facilitar a comunicação entre pessoas, pessoas/máquinas e máquinas e máquinas. 

Em um contexto dinâmico e complexo, em que há um volume imenso de informações, as ferramentas da Web 3.0 são valiosas. Por isso, vale a pena reservar alguns minutos do seu dia para a leitura desse artigo. 

4 – Datasets: o que são e como utilizá-los

Em quarto lugar está o post Datasets: o que são e como utilizá-los. Nesse artigo, detalhamos a visão da Aquarela sobre o conceito de datasets e a posição de destaque que eles ocupam no processo de Data Analytics e de transformação digital das empresas.

“Os datasets (ou conjuntos de dados) são o principal insumo dos processos de análise de dados.”

Buscamos trazer uma visão bastante prática sobre Datasets e o seu papel no ambiente de análises básicas e avançadas de dados. Apresentamos as fontes e as ferramentas mais utilizadas no trato dos dados, além de outras recomendações importantes sobre a estruturação das estratégias de análises. 

5 – Análise descritiva, preditiva, prescritiva e cenarização

O artigo Análise descritiva, preditiva, prescritiva e cenarização é o dono da quinta posição na lista dos posts mais lidos em 2020. Nele, abordamos conceitos, diferenças e exemplos das análises citadas, também destacamos os aspectos necessários para gerar valor ao negócio a partir da análise de dados.

“Ao levarmos em conta o contexto empresarial da Indústria 4.0, para o qual estamos caminhando, gerar valor por meio de análises de dados descritivas, preditivas,  prescritivas e cenarização se torna imperativo.”

Sem dúvidas, entender as definições de análise descritiva, prescritiva, preditiva e cenarização e saber diferenciá-las é um importante passo para os profissionais e para as empresas que desejam alcançar vantagens competitivas aplicando técnicas de Advanced Analytics. Por isso, se você ainda não leu esse post, recomendamos a leitura.

Conclusões – 5 posts da Aquarela mais lidos em 2020

Esperamos que você tenha gostado de conhecer os posts da Aquarela mais lidos em 2020 e que esses conhecimentos sejam úteis na sua carreira. Em 2021, seguimos a todo vapor, preparando os melhores conteúdos relacionados à ciência de dados e à otimização de negócios. Então, continue nos acompanhando e deixe o seu comentário. Até a próxima.

Um abraço em nome de todo o time da Aquarela Analytics. 🙂

Quem é a Aquarela Analytics?

A Aquarela Analytics é pioneira e referência nacional na aplicação de Inteligência Artificial na indústria e em grandes empresas. Por meio da plataforma Vortx e da metodologia DCIM (Download e-book gratuito), atende clientes importantes, como: Embraer (aeroespacial), Grupo Randon (automotivo), SolarBR Coca-Cola (alimentício), Hospital das Clínicas (saúde), NTS-Brasil (óleo e gás), Votorantim (energia), dentre outros.

Fique atento às novas publicações diárias da Aquarela Analytics no Linkedin e assinando a nossa Newsletter mensal! 

Autores

Send this to a friend